A arte no Egito – [História da Arte – Graça Proença]

Apresentação

Egito produziram uma escrita bem estruturada capaz de ter bastante conhecimento da cultura. A religião é talvez o aspecto mais significativo da cultura egípcia, tudo era orientado por ela,  invadiu toda a vida,  interpretando o universo, justificando sua organização social  e política, determinando o papel de cada classe social e, conseqüentemente, orientando toda a produção artística desse povo. Acreditavam em uma vida após a morte, a arte criada por esse povo refletiu suas crenças fundamentais.  LEIA MAIS

A arte do Neolítico – [História da Arte – Graça Proença]

Apresentação

Idade da Pedra Polida ou Neolítico, esse nome foi adotado por causa da técnica de construir armas e instrumentos com pedras polidas mediante atrito. LEIA MAIS

A arte do Paleolítico Superior [História da Arte – Graça Proença]

Apresentação

Nesse período não há nenhum documento de registro escrito, pois é exatamente anterior da escrita. Tudo que sabemos dos homens que viveram nesse tempo é resultado da pesquisa de antropólogos e historiadores. LEIA MAIS

Convergência de mídias

Por Marcos Camargo

Convergência de mídias é uma tendência das comunicações atuais que estão aderindo para se adaptar a internet. Esse é um conceito criado pelo Henry Jenkins, que aparentemente parece ser de fácil compressão, mas quando colocado em pratica, por algumas empresas, nem sempre a sua aplicabilidade dela tem feito na maioria das vezes de forma correta. Como bem nos assegura Jenkins (2009), pode-se dizer que é um fluxo de conteúdos através de múltiplas plataformas. Neste contexto, fica claro que é um processo e comportamento migratório dos públicos dos meios de comunicação na procura por novas experiências de entretenimento. LEIA MAIS

Jogos Teatrais – Viola Spolin [revisão]

Por: Marcos Camargo

Os Jogos Teatrais metodologia criada por Viola Spolin, pode ser exercitada por todos que desejam se expressar através do teatro, tendo isso como premissa fundamental da prática. Spolin conseguiu sistematizar todos estudos defendido e praticados pelo Brecht e Stanislavski, depois futuramente traduzido e disseminado os jogos teatrais pela Ingrid Koudela no Brasil. LEIA MAIS

O papel do texto impresso e do hipertexto na educação

O papel do texto impresso (mídia impressa) e do hipertexto na educação é fundamental para a contribuição na construção de um saber individual e coletivo. Para isso, vamos definir o que texto e o hipertexto e qual a diferença para se trabalhar em sala de aula usando os diversos tipos de mídias que estão presentes em nosso dia a dia. Portanto é de suma importância que o educador esteja preparado para usá-las as mídias como ferramenta de apoio pedagógico.

Mídia Impressa LEIA MAIS

Educomunicação

Por: Marcos Camargo

Para entendermos educomunicação, precisamos saber do que se trata:  são a junção da educação e a comunicação para utiliza-se meios de comunicação para levar os atores sociais à produção de cultura ou melhor é um método de compreender a mídia na escola ou na comunicada de, através do olhar genuíno do aluno. Contribui para atuar como mediador capaz de estimular mudanças, além de forma cidadãos críticos e atuantes. LEIA MAIS

Série de Estudos – REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS + Bônus [Livros/Vídeos] – [parte 2/2]

BÔNUS –  [Livros + Vídeos]

Clique nos títulos  para abaixa-los: LEIA MAIS

Série de Estudos – Considerações finais + Bônus – [parte 1/2]

Conclusão

O desenvolvimento do presente estudo possibilitou uma análise de como o marxismo cultural está sendo propagado na cultura ocidental, uma reflexão acerca dos malefícios do marxismo na gravidade que encontra influenciando à artes e instituições, ao se observar esse conteúdo, além disso também permitiu conhecer as diferentes estratégias marxista de como pode ser implantado o comunismo/socialismo,  de um modo geral, a intelectualidade marxista demonstra interesse em aprofundar suas teorias e implanta-las em todas esferas humanas, e com engenhosidade social, tem conseguido agir ardilosamente nas camadas sociais. LEIA MAIS

Série de Estudos – Arte Sob Influências da Cultura Marxista – [parte 2/2]

Em outra passagem Adorno se refere a música da seguinte forma:

De modo algum se dá expressão à esquizofrenia, mas a música tem um comportamento que se parece ao de certos doentes mentais. O indivíduo representa tragicamente sua própria dissociação. Desta imitação ele se promete, de maneira mágica, mas atualidade imediata(…) Seu interesse apoia-se antes no dominar rasgos esquizofrênicos mediante a consciência estética e também em geral queria reivindicar a loucura como boa saúde (ADORNO , 1974, p. 132-133). LEIA MAIS

© 2019 Kamargo

Theme by Anders NorénUp ↑