O papel do texto impresso (mídia impressa) e do hipertexto na educação é fundamental para a contribuição na construção de um saber individual e coletivo. Para isso, vamos definir o que texto e o hipertexto e qual a diferença para se trabalhar em sala de aula usando os diversos tipos de mídias que estão presentes em nosso dia a dia. Portanto é de suma importância que o educador esteja preparado para usá-las as mídias como ferramenta de apoio pedagógico.

Mídia Impressa

Pode-se dizer que texto impresso é linear e é lido de forma sequencial, sendo a mídias impressa a mais antiga de todas, além de ter a vantagem das diversidades dos mesmos. Cada professor pode utilizar de acordo com a idade dos alunos, como, por exemplo, revistas em quadrinhos, jornais, livros de estórias, cartazes, revistas variadas etc. Além dos alunos de lerem esse material, podem com a ajuda dos seus professores, a criarem revistas em quadrinhos da sua turma, ou de todas as turmas da escola juntas. Também os alunos, orientados pelos professores, podem criarem um jornal da comunidade escolar, sendo uma maneira para que os pais possam dialogar e contribuírem para escola.

Mídia Impressa

Hipertexto

Já o hipertexto por ele ter essa característica de escrever não-linear de informações em formato digital, interligadas por meio de links, oferece diferentes trajetos para leitura e interatividade. Devido a isso traz algumas vantagens para o indivíduo que não precisa ler o texto em sequência, como maioria dos livros, pois possui uma estrutura flexível, trazendo essa liberdade de navegar em diferentes textos, além de permitir que o leitor escolha que rumo tomar em sua navegação. Além de agregar, não somente o texto escrito, mas também imagens, sons e animações variadas alterando, desse modo, a noção de textualidade, podendo trabalhar como por exemplos, blogs e sites dentro do espaços educacional.

hipertexto

Papel do professor utilizando as mídias

Para o professor que usa o material impresso como por exemplo, jornal em sala de aula, consegue contextualizar e interdisciplinar as matérias estudadas, ou mesmo, como fonte de problematização de um tema de pesquisa, que através da mediação do professor, pode fazer uso dessa fonte e estabelecendo objetivos coerentes com os objetivos dos aprendizados. Na em sala de aula o hipertexto sendo utilizado pelo computador e a internet, servirão de estimulo à leitura de que que o trabalho seja, na escola, bem conduzido e bem planejado, além de ser, como por exemplo, ferramenta de pesquisa. O autor deixa claro que o hipertexto é subversivo na relação autor e leitor. Sem margens, sem início, nem fim, sem percursos estabelecido por antecipação, cada texto termina com a abertura para outras mensagens  (RAMAL, 2000). A desvantagens do hipertexto é a não-linearidade, porque exige cuidado para que o indivíduo não perca o foco da pesquisa. O mais preocupante, contudo, é constatar que o professor esteja preparado para lidar com a variedade do que se vai apresentar, mostrando que há possibilidade de ir além.

Alunos com idades entre 5 e 6 anos, que integram o ensino infantil no Colégio Funlec (Fundação Lowtons de Educação e Cultura) de Três Lagoas participaram de atividades sobre o meios de comunicação. O projeto foi desenvolvido pelas professoras da unidade escolar com o envolvimento de quase 70 estudantes. Fonte: https://www.jpnews.com.br/tres-lagoas/criancas-aprendem-sobre-o-jornal-impresso-na-funlec/102716/

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

RAMAL, A. C. AVALIAR NA CIBERCULTURA. Revista Pátio, Porto Alegre , n. Artmed, p. 1-6, fevereiro 2000.