Em paralelo na Alemanha Felix Weil, alemão que também está preocupado com os rumos da revolução russa, decide criar em 1922, uma serie de congresso reunindo pensadores marxista para acelerar o processo de revolução. Entre eles estava Karl Korsch, um teórico contemporâneo de Gramsci que apresenta a tese que o  estado é sim, estruturado pela economia, mas essa economia tem como base uma outra estrutura,  uma cultura invisível, a cultura estabelecedores dos valores passado em geração em geração (burgueses), essa superestrutura invisível, é a qual mantem sustentação ao Estado, e para o desmantelamento, Korsch mostra o caminho para marxista atacarem, até então não visto (KORSCH, 2008).Entusiasmo como a apresentação de Korsch, Félix Weil fundou juntamente com outros marxista, um dos principais marcos histórico para marxismo cultural, o instituto de pesquisa sociológica de Frankfurt, a escola de Frankfurt.

Nessa época aconteceu fatos importantes, ocorreu o sucessor de Felix Weil pelo sociólogo e filósofo alemão Max Horkheimer, se tornou diretor do Instituto em 1937. O contexto histórico, assim como Gramsci, Horkheimer acreditava em uma nova hegemonia cultural e na destruição da estrutura dos valores que perpetuavam por meio da autoridade da igreja, da família e da escola, de certo modo, aconteceu que, segundo a escola de Frankfurt, os pais ensinam os filhos o que é certo e errado, por meios do castigo, e educa através de exemplo da família, a Igreja estabelece os dogmas morais, que estabelecem e condiciona a ação do homem e a escola condiciona o comportamento por meio do ensino.

Estados Unidos completam 50 anos sem oração oficial nas escolas. Foi no dia 25 de junho de 1962, que a Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucional a oração e que esta não mais poderia ser realizada nas escolas públicas do país, assim como a proibição de funcionários do estado realizarem manifestações religiosas em instituições públicas de ensino.

Assim, Escola de Frankfurt analisava, que se tratava de um ciclo vicioso que precisaria ser atacado e destruído, uma vez que a instituições entrassem em crise, cada vez mais, o estado assumiria as responsabilidades do ensino, dos valores para as novas gerações, tendo a oportunidade de estabelecer a hegemonia cultural comunista. Max Horkheimer juntamente com Theodor Adorno, Habermas, Marcuse, Lukács e outros pensadores, vão fundar a teoria crítica (WIGGERSHAUS, 2002).

Fotografia tirada em Abril de 1964 por Jeremy J. Shapiro. Horkheimer está em frente, a esquerda, Adorno em frente a direita e Habermas está ao fundo, a direita, com a mão em seu cabelo.

continua na próxima semana…